Uma em cada seis pessoas acometidas pelo coronavírus fica gravemente doente, aponta OMS

Uma em cada seis pessoas acometidas pelo coronavírus fica gravemente doente, aponta OMS
Um dos sinais é a falta ar associada a febre e tosseFoto: Reprodução | Freepik

Por Gésio Passos | Radioagência Nacional

De 19% a 35% dos contaminados pelo coronavírus apresentam dificuldades para respirar. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de ar é um dos sintomas mais recorrentes da doença e geralmente está associada a febre e tosse.

O pneumologista e intensivista do Hospital Sírio-Libanês, Thiago Fuscaldi, explica que a dispneia, termo médico para a falta de ar, pode ser provocada por outras doenças, como asma e ansiedade, e levar dúvidas no momento do auge da pandemia do coronavírus. O médico orienta que o paciente deve procurar auxílio quando os sintomas da falta de ar persistirem.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 80% das pessoas infectadas pela Covid-19 se recuperam da doença sem precisar de tratamento especial.

No entanto, uma em cada seis pessoas afetadas fica gravemente doente e desenvolve dificuldade de respirar: 81% dos casos registrados aparentam ter doença leve ou moderada, 14% progridem para o agravamento da doença e 5% chegam a estado crítico.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *