‘Minha Quarentena’: isolamento voluntário é opção para evitar propagação

‘Minha Quarentena’: isolamento voluntário é opção para evitar propagação

Com as orientações dos poderes nacional, estadual e municipal, diversos brasileiros passaram a aderir a quarentena voluntária para evitar a propagação do coronavírus. Com isso, a rotina foi completamente alterada: alguns passaram a adotar o trabalho home office, outros precisaram se afastar das famílias e todos possuem o mesmo desejo: a espera por dias melhores.

A TARDE inicia neste sábado, 21, o quadro ‘Minha Quarentena’ que apresenta relatos daqueles que se reinventaram dentro de casa para cuidar da saúde, família e negócios. A partir de agora, neste espaço, você poderá conferir histórias de pessoas que estão lidando com essa ação voluntária e buscam se adequar a um curto e novo momento.

A vida do sócio-fundador da Agência Maxcom, Daniel Viana, mudou completamente após as primeiras confirmações de casos de Covid-19 na Bahia. O publicitário teve que criar medidas para uma nova forma de trabalho em tão poucos dias. Uma das preocupações de Daniel foi com seu sócio, que mora em Feira de Santana (a 109 km de Salvador), local que apresentou os primeiros casos de coronavírus na Bahia.

“Quando soubemos da epidemia, logo nos preocupamos com a integridade física de quem trabalha na agência. E, baseado nos acontecimentos dos outros países, já imaginei que poderia atingir o Brasil de uma forma que pudesse afetar o nosso cotidiano. Pedimos que evitassem sair para demandas da empresa e tivemos que cancelar viagens para nos prevenirmos”, explicou Viana.

Além dos cuidados com a equipe da agência, Daniel também falou sobre as ações realizadas em prol dos clientes. A primeira iniciativa que a empresa buscou fazer foi comunicar o público de cada cliente, informando sobre a gravidade da situação e formas de prevenção. Logo em seguida, buscaram analisar como o mercado de cada um seria afetado, para desenvolver iniciativas que minimizassem o impacto econômico. Em alguns casos não havia muito o que ser feito, a não ser fechar os estabelecimentos. Porém, há outros que possuem o formato de venda em delivery, então a empresa optou por reforçar o marketing digital nesses casos.

O empresário também demonstrou preocupação com o futuro da economia. Segundo ele, a falta de uma afirmativa para cura da Covid-19 amplia a dúvida sobre os próximos meses. “Acredito que após essa pandemia teremos muito para tirar de aprendizado, tanto a convivência, quanto às questões de mercado. É justamente na dificuldade que a sociedade se reinventa e se todos obedecerem o que os órgãos de saúde e as autoridades estão apresentando como formato preventivo, sairemos mais fortes do que antes e com novas ideias”, contou.

Daniel Viana, sócio-fundador da Agência Maxcom

Daniel concluiu informando que a empresa já está trabalhando no planejamento dos clientes para a recuperação das vendas no retorno das atividades do mercado.

Pai se distancia visando cuidado dos filhos

Um pouco distante de Salvador, em Camaçari (a 52 km da capital) está André Cerqueira. Gripado, o administrador está passando a quarentena longe dos filhos Luís Gabriel e Adrian Samuel, de 1 ano e 9 meses, respectivamente. Os filhos de André são de outros relacionamentos e ele sempre os visita, porém, com as orientações para se manter em casa e com os sintomas de gripe, optou por se afastar.

“Estou gripado e evitando contato para que não ocorra contaminação por parte deles. Nesse momento, na questão de pai hoje, estar distante é melhor do que estar perto. O coração está apertado, mas para a segurança deles é melhor que nesse momento eu fique distante”, lamentou.

André revelou que está preocupado em manter itens de necessidade em casa. Recentemente o administrador esteve no supermercado e viu famílias com carros de compras cheios, principalmente com itens para crianças. Ele, então, lembrou dos filhos e buscou comprar alguns produtos para entregar às mães assim que for possível.

Mesmo em isolamento voluntário André buscou estar presente na vida dos filhos através de recursos digitais: “Eu tenho feito chamadas de vídeo com os dois o tempo todo e tentando evitar ao máximo o contato físico por serem muito novos, mas não está sendo fácil”.

Por serem muito novos, Luís e Adrian ainda não entendem o conceito de família e os motivos que levam o pai não estar na mesma casa, mas André revelou que ele e as mães sempre orientaram as crianças a desenvolverem esse aprendizado. “Busco fazer com que seja algo natural. A mãe de Luís Gabriel, por exemplo, explicou a ele quando vou trabalhar. Antes ele chorava, mais hoje entende melhor. Nas videochamadas ele brinca, mostra o que está fazendo, chama a avó (minha mãe) para aparecer no vídeo e assim fazemos essa troca. Adrian brinca, mas compreende menos. A mãe dele coloca o celular perto, para que ele me veja”, revelou.

Durante a entrevista, André citou diversas vezes a saudade que sente dos filhos e lamentou não poder estar perto no cenário atual. “É um momento ímpar. O brasileiro costuma levar muita coisa na brincadeira, hoje vemos como tudo é bem real e temos que lidar com isso. Por exemplo, eu estou em Camaçari e eles em Salvador, se eu estivesse sem gripe teria que pegar um carro para vê-los, já que as viagens por ônibus serão suspensas, está realmente muito complicado”.

Conte sua história!

O Grupo A TARDE tem recebido depoimentos da rotina de baianos em tempos de quarentena, por conta da pandemia mundial do coronavírus.

Pensando em você, todas as plataformas do grupo – Portal, Rádio e Jornal – abrem espaço para que você conte sua experiência. As preocupações com seu negócio, a rotina com seus filhos, a dinâmica do home office e seus planos para futuro ainda sem respostas. Quais suas expectativas e aprendizados? Através de suas histórias o A TARDE irá buscar as respostas ouvindo especialistas e tirar suas dúvidas, além de compartilhar com outras pessoas suas vivências.

No quadro ‘Minha Quarentena’ você pode mandar aqui áudio, foto ou vídeo para o email todoscontraocorona@grupoatarde.com.br ou ligar para  (71) 996339947 e participar! Juntos, vamos vencer este vírus.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *