Sesab ataca prefeitura de Feira por atraso em vacinação: “Gestão municipal ineficiente”

Sesab ataca prefeitura de Feira por atraso em vacinação: “Gestão municipal ineficiente”
Feira está na 225º colocação no ranking de vacinação dos 417 municípios baianosFoto: Arquivo | AFP

Após o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), criticar o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, pelos critérios na distribuição de vacinas contra a Covid-19, a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) divulgou uma nota que acusa a gestão municipal de ineficiência, o que teria feito a cidade ficar na 225º colocação no ranking de vacinação dos 417 municípios baianos.

“É lamentável que o prefeito Colbert Martins continue dedicando seu tempo a criticar o governo do Estado, ao invés de cuidar da saúde do seu município. Considerando o baixo percentual aplicado (91,6%), Feira de Santana está em 225º colocação no ranking de vacinação dos 417 municípios baianos”, diz a nota.

“Prova da ausência de gestão na saúde é o fato de apesar de Feira de Santana ser o segundo município que mais recebeu doses de vacina no estado (76.499), ainda assim, não consegue vacinar a sua população no ritmo do resto do estado”, continua o comunicado.

“Até ontem [terça-feira], apenas 70.075 pessoas haviam sido vacinadas em Feira (91,6%), restando ainda 6.424 doses sem serem aplicadas, deixando sua população exposta ao contágio pelo coronavírus”.

Segundo a Sesab, entre os 10 municípios que mais receberam doses, Feira perde para Lauro de Freitas (107,5%); Camaçari (106,9%), Alagoinhas (103,1%), Salvador (100,8%), Vitória da Conquista (99,1%), Jequié (98,3%) e Ilhéus (96,7%).

“Foco inicial da pandemia da Covid-19 na Bahia, Feira de Santana já acumula mais de 35 mil contaminados, incluindo 616 óbitos. Numa série de decisões equivocadas sobre abrir e fechar o comércio, o prefeito hoje já não possui mais o controle da pandemia no seu município”, completa o comunicado.

A equipe do Portal A TARDE entrou em contato com a gestão do município e com o secretário da saúde de Feira, Marcelo Britto, entretanto, ainda não obteve um posicionamento sobre o assunto.

Entenda o caso

Em uma gravação que circula no Whatsapp, o Vilas-Boas pede que a diretora da Comissão Intergestora Bipartite (CIB), Stela dos Santos Souza, explique aos secretários da Saúde dos municípios que as 40 mil doses não serão distribuídas por se tratar de uma “quantidade muito pequena”.

Ainda segundo a suposta gravação, Villas Boas acrescentaria que todas deverão ser usadas em Salvador. Por isso, Colbert subiu o tom contra a Sesab. “O secretário de Saúde Fábio Villas Boas atropelou a CIB e autoritariamente decidiu sobre vacinas que não são dele, não são do Estado”.

Segundo ele, as 40 mil doses contra a Covid-19 deveriam der distribuídas por todo o estado. “Não é uma decisão que cabe ao secretário. Se fosse o caso, isso teria que ser uma decisão da CIB, que, sendo assim, foi desrespeitada por ele. Mais uma vez, o secretário tenta prejudicar a vacinação em Feira de Santana, bem como em outros municípios”, argumentou o prefeito.

Agora, a Sesab acusa a gestão municipal “não possui mais o controle da pandemia no seu município” por ser ineficiente.

2 comments

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

2 Comments

  • Carlos Alberto Mattos Teixeira
    7 de abril de 2021, 19:03

    Essa notícia tinha que ser na primeira página, o que está tendo esconder? grupo atarde

    REPLY
  • Nelson
    7 de abril de 2021, 21:59

    O estado está permitindo que os municípios utilizem as vacinas destinadas para segunda dose, e que vacine como se fosse primeira dose. Por que mais 100% fica muito estranho, a SESAB cita estes municípios com índices maior do que 100%, nos deixa dúvida de como está sendo feita essas vacinação.

    REPLY