Prefeitura começa a desativar leitos exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19

Prefeitura começa a desativar leitos exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19
Investimento total do município no enfrentamento à crise sanitária foi de R$412 milhõesDivulgação

A Prefeitura de Salvador começou a desativar leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para tratar pessoas com a Covid-19 em unidades de saúde próprias ou contratadas. O processo já teve início nesta quinta-feira, 17, no Hospital Municipal de Salvador (HMS).

No HMS, 10 dos 20 leitos de UTI implantados para cuidar dos infectados foram disponibilizados a partir desta quinta, 17, para outras demandas da unidade de saúde, assim como 30 de enfermaria.

Na quarta-feira, 16, Salvador registrou uma taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 de 39%. No total, a Prefeitura implantou, desde o início da pandemia, 253 leitos intensivos e 271 clínicos.

O investimento total do município no enfrentamento à crise sanitária foi de R$412 milhões, boa parte, conforme explica a Prefeitura, foi no reforço à saúde.

O prefeito lembrou da parceria com o governo do Estado no combate à pandemia, sobretudo no esforço para ampliar o atendimento à saúde visando salvar vidas. Ou seja, a desativação dos leitos também se dará com diálogo e entendimento com os técnicos estaduais.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *