Pazuello vai insistir por vacina chinesa ‘no futuro’, diz jornal

Pazuello vai insistir por vacina chinesa ‘no futuro’, diz jornal
Ministro Pazuello afirmou que "o problema é o (João) Doria"Foto: Divulgação | Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, se mostrou abatido após as declarações do presidente desautorizando a compra da vacina e revelou que pretende “colocar panos quentes”, de acordo com o jornal O Globo. A ideia é conseguir efetuar a aquisição do imunizante no futuro, quando o assunto sair dos holofotes.

Ainda conforme o jornal, o ministro Pazuello afirmou que “o problema é o (João) Doria”. O ministro afirmou que a medida foi barrada por Bolsonaro por ser um acordo que envolve o governador tucano, adversário político do presidente.

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) afirmou nesta quarta-feira, 21, que já mandou cancelar o protocolo de intenções de compra de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac.

O anúncio do protocolo de intenções havia sido realizado na terça-feira, 20, pelo Ministério da Saúde, após uma reunião entre o titular da pasta, Eduardo Pazuello, e governadores.

Em uma postagem, uma seguidora pediu pela exoneração do ministro, que estaria “agindo como cabo eleitoral do tucano Dória”, Bolsonaro respondeu que “tudo será esclarecido hoje”. Pazuello, que assumiu a pasta após passar 4 meses como ministro interino, é o 3º titular da pasta no governo Bolsonaro.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *