Mortes de grávidas e de mães de recém-nascidos por Covid dobram no país, aponta levantamento

Mortes de grávidas e de mães de recém-nascidos por Covid dobram no país, aponta levantamento
Falta de acesso a UTI e intubação afeta até um terço das gestantes e das puérperas que morreram durante a pandemiaFoto: AFP

O número de mortes de gestantes e de mães de recém-nascidos, (puérperas) por Covid-19 mais do que dobrou em 2021 em relação à média semanal de 2020, apontam dados do Observatório Obstétrico Brasileiro Covid-19 (OOBr Covid-19).

Segundo o levantamento, no ano passado foram registradas 449 mortes (10,4 óbitos na média semanal). Em 2021, até abril, foram 289 mortes (22,2 óbitos na média semanal).

As pesquisadoras do OOBr Covid-19 apontam que, enquanto na população em geral houve um aumento de 61,6% na taxa de morte semanal em 2021 na comparação com 2020, entre as gestantes e puérperas o aumento foi de 145,4%.

Apesar do aumento superior à media da população, as mortes de grávidas representam 0,23% das mortes ocorridas no ano, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

A falta de acesso a tratamentos adequados para o coronavírus é apontado como uma das principais causas do crescimento de mortes entre estes grupos.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *