Mais de 140 mil cestas básicas começam a ser distribuídas para alunos da rede municipal

Mais de 140 mil cestas básicas começam a ser distribuídas para alunos da rede municipal
Foto: Joá Souza | Ag. A TARDE

Pouco mais de 140 mil cestas básicas serão distribuídas aos estudantes da rede municipal de ensino e creches conveniadas até a próxima sexta, 27. Em entrevista ao programa Isso é Bahia, da Rádio A TARDE FM, o secretário de Educação de Salvador, Bruno Barral, informou como funcionará a distribuição dos kits, como forma de garantir as refeições dos estudantes, afetados com as suspensão das aulas como medida de prevenção da proliferação do novo coronavírus.

A distribuição teve início nesta segunda-feira, 23. “A prioridade são as escolas com cinco refeições diárias e a partir daí distribuir pelas 434 unidades da rede. É uma grande logística, são 143,5 mil cestas da rede municipal (18 mil para creches conveniadas) e ainda estamos em negociação para mais 5 mil cestas para crianças que estudam no projeto ‘Pé na Escola’. As cestas serão entregues nas unidades de ensino, o diretor e a equipe da escola ficaram responsáveis pelo controle na distribuição”, explicou Barral.

“A intenção é evitar aglomerações. O ideal é que sejam feitas ligações para os diretores antes de deslocar para as escolas. Divulgamos nas redes sociais a lista das escolas que receberão as cestas”, disse o secretario, que fez um apelo. “Tenham tranquilidade, tem cesta básica para todos, os pais com mais de um filho receberão a quantidade de cestas equivalente ao numero de filhos”, garantiu.

Segundo o secretário um cronograma de entrega foi disponibilizado nas redes sociais, no site da Secretaria Municipal de Educação (http://educacao.salvador.ba.gov.br/),e no site da prefeitura, (http://www.salvador.ba.gov.br/), como forma de evitar saídas desnecessárias.

A expectativa é que as cestas durem 30 dias, porém, se o período de isolamento permanecer por mais tempo, outra ação será realizada. Conforme ressaltou o secretário, para muitas crianças, a merenda escolar é o único meio de alimentação.

Programação para casa

Como forma de garantir o ensino, mesmo que a distância, e evitar a saída das crianças de casa, atividades pedagógicas foram distribuídas para os alunos. O material está disponível no site da secretaria. (http://educacao.salvador.ba.gov.br/). Uma central de atendimento por telefone foi criada para os pais como forma de auxilio. (71) 3202-3191

O secretário considera prematuro qualquer tipo de calendário para as reposições das aulas. “É complicado, tem que ser cumprido, mas nesse momento a nossa prioridade é a saúde da população de forma geral”, pontuou.

*Sob a supervisão do editor Vinícius Ribeiro

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *