Hospital das Clínicas da USP investiga pacientes que podem ter sido reinfectados pela Covid-19

Hospital das Clínicas da USP investiga pacientes que podem ter sido reinfectados pela Covid-19
Para os médicos do Hospital das Clínicas, chama a atenção o intervalo entre a primeira infecção e a segunda: de dois a quatro mesesFoto: Dibyangshu Sarkar | AFP

O Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), na capital e em Ribeirão Preto, investiga 28 casos de pacientes que podem ter sido reinfectados pela Covid-19 (novo coronavírus). De acordo com os médicos do hospital, o intervalo entre a primeira infecção e a segunda é o que chama a atenção: de dois a quatro meses.

O método mais utilizado para saber se teve a reinfecção pelo coronavírus é fazer o sequenciamento genético do vírus e verificar se há uma diferença no material da primeira para a possível segunda infecção.Como isso nem sempre é possível, os médicos do HC em São Paulo têm examinado o nível de anticorpos do sangue. Eles tendem a cair como em outras viroses.

Caso haja aumento de anticorpos, isso significaria uma reinfecção. Pelos testes, 70% dos possíveis casos suspeitos de reinfecção tiveram sintomas mais fortes da segunda vez.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *