Efetivo do Corpo de Bombeiros tem 14 infectados por coronavírus, diz comandante-geral

Efetivo do Corpo de Bombeiros tem 14 infectados por coronavírus, diz comandante-geral
Corpo de Bombeiros tem auxiliado ações de combate ao novo coronavírus |Foto: Divulgação | CBMBA

O Corpo de Bombeiros da Bahia tem 14 militares infectados com o novo coronavírus, segundo o comandante-geral da corporação, coronel Francisco Telles. Os profissionais não tiveram quadro mais grave de saúde por causa da doença e estão sendo monitorados por equipes de saúde da instituição.

“Temos na nossa tropa um quantitativo que adquiriu o coronavírus, mas números que nos trazem um alento. Todos estão sendo monitorados diariamente e, em média, três vezes ao dia por nossas equipes, que acompanham a evolução dos casos. Quando a gente percebe algum tipo de situação, nossa coordenadoria de Saúde toma as providências para que a possibilidade de infecção comunitária seja a mínima possível”, destacou o coronel, em entrevista ao programa “Isso é Bahia”, na rádio A TARDE FM.

De acordo com Telles, o trabalho de prevenção e proteção contra o coronavírus no Corpo de Bombeiros começou ainda antes do Carnaval, quando a contaminação estava mais localizada na China e não havia se espalhado pelo mundo como agora. “Por notícias que eram esparsas sobre isso na China, começamos a adquirir materiais de proteção no carnaval. Nossos postos tinham álcool gel, luvas, protocolo de uso de máscaras em qualquer atendimento”, afirmou.

Atualmente, todos os militares têm o mínimo de 5 máscaras reutilizáveis, e as viaturas possuem álcool gel, álcool líquido e solução de hipoclorito de sódio para higienização das viaturas e quartéis.

O efetivo também recebe acompanhamento psicológico para lidar com os receios de contaminação pelo Covid-19. “Desde quando começaram a aparecer os primeiros casos, nós percebemos um movimento de mais ansiedade, angústia da tropa porque os familiares também começaram a ter problemas. Na nossa Coordenação de Valorização Profissional, começamos a estrutura de trabalho com psicólogos, tanto presencial, em visita aos quartéis, quanto por telefone para que a tropa se sinta menos tensa com esses problemas”, disse, lembrando que os bombeiros fazem atendimentos nos quais, em alguns casos, entram em contato com pessoas infectadas.

Outras ações do Corpo de Bombeiros nessa pandemia são a capacitação sobre como criar sistema de proteção contra a doença, desinfecção de ambientes como secretarias, hospitais e feiras livres, distribuição de materiais como máscaras e álcool gel e conscientização da população. Neste momento de mais pessoas em casa por causa do isolamento social, cresceu o atendimento para serviços normais da corporação, conta Francisco Telles.

“Hoje com as pessoas em casa, com mais uso de álcool, temos feito uma atividade maior de conscientização sobre o risco e como deve se manusear esses produtos em casa.”

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *