Exportações baianas caem 8,8% no primeiro semestre; vendas do comércio varejista têm queda de 20,8%

Exportações baianas caem 8,8% no primeiro semestre; vendas do comércio varejista têm queda de 20,8%
De acordo com a SEI, resultados negativos são atribuídos à pandemia da Covid-19Foto: Aiba | Divulgação

As exportações na Bahia tiveram queda de 8,8% nas exportações do primeiro semestre de 2020 (janeiro a junho), em relação ao mesmo período do ano passado. A justificativa para o resultado negativo, de acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), é o impacto da pandemia da Covid-19 (novo coronavírus). Ainda segundo a SEI, a redução é explicada pela retração nos preços internacionais, relacionados a segmentos da exportação baiana, já que houve aumento de 30,8% no volume de produtos no mesmo semestre.

Os setores de soja, algodão, derivados do petróleo, metais preciosos, minerais e equipamentos para indústria eólica, que tem assegurado as exportações, correspondem a 52,5% do total. Mesmo com queda nas exportações totais, os embarques subiram para a China (2%), Cingapura (69%), Turquia (365%) e Paquistão (80%), também na comparação com o mesmo período de 2019. As importações também caíram, chegando a 31,1%.

A pandemia também gera reflexos nas vendas do comércio varejista. De acordo com a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no mês de maio, a redução foi de 20,8%, em relação ao mesmo mês de 2019. Os principais setores afetados são de tecido, vestuário e calçados, artigos de uso pessoal e doméstico e combustíveis e lubrificantes, com queda de 61,9%. Por outro lado, os segmentos de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo tiveram aumento de 1,7%.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *