Com pandemia, dia do estudante é celebrado em meio a novas rotinas

Com pandemia, dia do estudante é celebrado em meio a novas rotinas
José Airton voltou a estudar aos 50 anos e entrega atividades na escolaBruno Concha | Divulgação | Secom

Por conta da pandemia do novo coronavírus e o isolamento social, os estudantes de Salvador viram sua rotina de estudos mudar rapidamente.A sala de aula foi substituída pelos cômodos da casa, e o professor passou a ser visto pela tela do computador, do celular ou da televisão.

É nesse cenário que crianças, adolescentes e adultos vão comemorar o Dia do Estudante, nesta terça-feira, 11. A data surgiu no Brasil em 1927, em homenagem aos cem anos de fundação dos dois primeiros cursos de ciência jurídica no país por Dom Pedro I.

A nota rotina tem sido um desafio. A estudante Graziane do Nascimento, de 14 anos, conta que acorda diariamente às 9h, se alimenta e se organiza para assistir as aulas da Escola Mais, disponibilizadas pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) nos canais de TV 4.2 e 4.3. Além disso, sempre que pode ela confere os livros que estão disponíveis na plataforma Árvore de Livros, outra ação da Smed.

“As aulas são diferentes porque a gente tem que acompanhar o ritmo do professor. Às vezes, eu fico com alguma dúvida. Aí, guardo para perguntar depois. As aulas que eu mais gostei até o momento foram as de matemática, sobre equação do segundo grau e raiz quadrada”, conta.

Graziane cursa o 9º ano na Escola Municipal Dona Arlete Magalhães, no bairro de Castelo Branco. A adolescente resume a educação em uma palavra: tudo.

Oportunidade

Já TAP III da Educação de Jovens e Adultos, o auxiliar de serviços gerais José Airton dos Santos, de 50 anos, define o estudante como alguém que busca por conhecimento e boas oportunidades. “Para mim, a escola representa a recuperação do que eu perdi no passado”.

José teve que parar de estudar quando jovem para trabalhar na roça. “Hoje, estou abraçando a escola com vontade. No mercado de trabalho tudo hoje é informatizado e você precisa ter conhecimento para manusear essas tecnologias”, opina.

José Airton está resolvendo as atividades semanalmente e levando para a escola respondidas.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *