Cientista critica eficiência das novas medidas de restrição: “Não existe lockdown de final de semana”

Cientista critica eficiência das novas medidas de restrição: “Não existe lockdown de final de semana”
Nicolelis já tinha proposto, no início do ano, um fechamento total dos serviços não essenciais Rede Social

O neurocientista Miguel Nicolelis, conhecido por defender medidas duras no combate ao novo coronavírus, avaliou negativamente as novas medidas de restrições anunciadas pelo governador Rui Costa (PT) nesta quinta-feira, 25.

“Não existe lockdown de final de semana que tenha funcionado em nenhum lugar. Ou faz direito – 2-3 semanas no mínimo – ou não espere resultados reais e duradouros. Aviso está dado mais uma vez. Salvador deveria ter feito lockdown em julho do ano passado. Não fez e sofre com isso hoje”, escreveu o médico em sua conta no Twitter.

Nicolelis já tinha proposto, no início do ano, um fechamento total dos serviços não essenciais em todo o Brasil após o aumento de casos e mortes em decorrência da doença.

Por suas sugestões não terem sido acatadas, Nicolelis pediu demissão do cargo de cientista do comitê científico do Consórcio do Nordeste neste mês. Ele coordenava o grupo responsável por analisar a pandemia nos nove estados da região.

7 comments

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

7 Comments

  • Cristiane de Almeida Conceição
    25 de fevereiro de 2021, 19:41

    Em parte eu concordo plenamente com este medico e cientista. O correto mesmo seria duas a três semanas dentro de casa isso sem duvida alguma ajudaria muito a minimizar a disseminação do vírus em contrapartida as pessoas precisam trabalhar para comer, pagar dividas e por ai vai. É um momento complicado esse.

    REPLY
  • Claudio
    25 de fevereiro de 2021, 20:03

    Não acredito em lockdowns, a experiência mundial mostra que a contaminação ocorre mesmo dentro de casa e o fechamento cria muitos e terríveis problemas, mas uma coisa eu concordo: não faz o MENOR sentido fechar um final de samana, pois a do vírus tem sete dias!

    REPLY
    • Suely@Claudio
      25 de fevereiro de 2021, 20:23

      "Não acredito em lockdown". Me diga onde o senhor viu um lockdown sendo feito como deveria e que deu errado. Me diga, senhor cientista. Ninguém fez lockdown de 2 semanas. Se contamina em casa quem fica com o rabo na rua toda hora trazendo vírus pra quem não sai!

      REPLY
      • Claudio@Suely
        26 de fevereiro de 2021, 07:01

        Prezado, exatamente por ser IMPOSSÍVEL em qualquer lugar do mundo fazer um lockdown "como deveria ser feito", segundo suas próprias palavras (de "cientista", suponho), é que não acredito neles: de alguma forma pessoas (ainda que o mínimo delas) terão que circular, trazendo o vírus para dentro de casa quando voltarem. Além disso, quando são decretadas tais medidas, o vírus há muito tempo já está espalhado. O que disse é que países desenvolvidos que fizeram restrições muito mais rígidas falharam (Espanha, Argentina, Portugal, etc.) nos objetivos perseguidos…

        REPLY
    • Marcilio@Claudio
      25 de fevereiro de 2021, 20:46

      Carlos, vou repetir a pergunta de Suely: "Me diga e comprove onde um lockdown foi feito com eficiência e não funcionou". Não vale dado fornecido pelo psicopata de Brasília.

      REPLY
      • Claudio@Marcilio
        26 de fevereiro de 2021, 07:06

        E me diga um lugar em que ele foi feito "como deveria".
        Ah, e aparentemente não é só Brasília que tem psicopatas, Salvador e Bahia também: lockdowns de fim de semana não parece algo sensato, conforme diz o cientista na matéria.
        Não vai dar pra jogar essa culpa no Bolsonaro, kkk.

        REPLY
  • Rizia
    25 de fevereiro de 2021, 20:24

    Concordo plenamente! Prova disso foi Portugal que reduziu de mais de 20mil casos diários para menos de 2mil casos. Isso pq durante cerca de 15 dias funcionaram só os serviços essenciais, e as pessoas não circulavam nem entre um bairro e outro.

    REPLY