Aulas da rede estadual podem voltar em julho, diz secretário

Aulas da rede estadual podem voltar em julho, diz secretário
Secretário participou de entrevista no Isso é Bahia, na A TARDE FMDivulgação

As aulas dos colégios da rede estadual de ensino podem voltar no começo do mês de julho, de acordo com o secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, em entrevista ao Isso é Bahia, na A TARDE FM, na manhã desta segunda-feira, 18.

Segundo o titular da pasta, o governo ainda não pode dizer uma data exata para retorno, por conta da oscilação da previsão de pico da doença, esperada para junho.

Além disso, independente da data de retorno das aulas, será montado, junto com as escolas, um novo modelo temporário de formato de aulas para evitar aglomerações no colégio no período inicial.

“A nossa estratégia é: vamos aos poucos fazendo os decretos e nos preparando para o retorno, fazendo um protocolo pedagógico, de conteúdo e aprendizado. Porque se a escola voltar em julho, nós não teremos o mesmo formato de aula, com salas super lotadas ou professores do grupo de risco dando aula”, explicou Jerônimo Rodrigues.

Também existe a possibilidade de aliar as aulas presenciais com as vídeos aulas, contudo, segundo o gestor da pasta, isso precisa ser analisado com calma por conta dos estudantes e professores que podem não ter acesso fácil à internet ou a aparelhos celulares e computadores.

“A lei permite que a gente possa até 20% de conteúdo e carga horária ser em estilo de aprendizados domiciliares. Mas um percentual grande da nossa rede não tem acesso à internet e a um bom celular ou computador”, avaliou.

Enem e vestibulares

As quatro universidades estaduais da Bahia, junto com a Secretaria da Educação do estado, emitirem um documento para o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão regulador do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), solicitando o adiamento da prova por conta da pandemia do novo coronavírus.

Conforme explicou Jerônimo, durante a entrevista, existe uma possibilidade da prova do Enem ser adiada por conta da pressão que as universidades estaduais e federais e os secretários de Educação do país estão fazendo. Além disso, as universidades que ainda funcionam através de vestibular também vão ter as provas adiadas por conta da pandemia.

“A gente acredita que o Enem vai ser adiado. Se a gente conseguir isso de fato as universidades com vestibular também vão adiar suas datas”, disse o secretário.

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) já tiveram seus semestres finalizados antes da suspensão das aulas e aguardam um posicionamento sobre o retorno das aulas e data de vestibulares.

Já a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) ainda não teve o semestre concluído e tem 30% das suas aulas funcionando neste momento, mas, segundo o secretário da pasta, o governo vai avaliar o que será feito com o funcionamento dessas aulas.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *