Cerca de 20% das pessoas testadas para Covid-19 na Bahia apontaram positivo

Cerca de 20% das pessoas testadas para Covid-19 na Bahia apontaram positivo
De acordo com levantamento do IBGE, 12,1% da população baiana havia feito algum tipo de teste para detectar a Covid-19 até outubroFoto: Vinicius Magalhães | SESI

Por Fernando Valverde

Um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira, 1, apontou que cerca de 344 mil pessoas, ou quase 20% da população testada para covid-19 até o mês de outubro, e 2,3% da população geral do estado, tiveram resultado positivo para a doença na Bahia.

De acordo com as informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid-19 (Pnad Covid-19) realizada pelo instituto, 1,8 milhão de pessoas, 12,1% da população baiana havia feito algum tipo de teste para detectar a Covid-19, um percentual que coloca o estado como o 11º mais testado entre as 27 unidades da Federação. No país inteiro, o número de contágios sobe para 22,4% das pessoas testadas, cerca de 5,7 milhões. De acordo com o relatório, 25,7 milhões de pessoas, 12,1% da população nacional, haviam feito algum teste até o fim de outubro.

Um outro índice apontou que 754 mil pessoas, ou 5,0% da população, apresentaram pelo menos 1 dos 12 sintomas associados à síndrome gripal no mês de outubro. Apesar de o número absoluto ter mostrado uma ligeira redução em relação a setembro, quando era de 769 mil pessoas, o estado ficou com a maior proporção da população com ao menos um sintoma. No Brasil, 7,8 milhões de pessoas apresentaram ao menos um sintoma de gripe em outubro, o que representou 3,7% da população.

144 mil das 754 mil pessoas com ao menos um sintoma procurou atendimento médico em estabelecimento de saúde, o que representa 19,5% dos casos. No país, esse número sobe para 26,7%. Entre as pessoas que precisaram de internamento, a ampla maioria foi apontada como mulheres, com 58,8% dos casos e pretos ou pardos, com 59,1%.

Isolamento social

A pesquisa detectou ainda que 371 mil baianos afirmaram não ter adotado qualquer medida de restrição de contato social durante o mês. Em setembro esse número era de 214 mil o que representou um aumento de 73,4% no contingente. Apesar disso, o estado foi apontado como segundo lugar em proporção da população geral cumprindo algum nível de isolamento.

De acordo com os dados, 41,4% das pessoas só saíram de casa em outubro para necessidades básicas enquanto 17,1% afirmaram estar rigorosamente isoladas. Somados os grupos, 6 em cada 10 pessoas, 59,1% da população baiana, tem cumprido o isolamento atrás apenas de Sergipe, onde a pesquisa apontou 61,4% da população. Amazonas, com 36,8%, Pará, com 40,1% e Santa Catarina, com 44,6%, apresentam os menores índices. No Brasil, a região Nordeste aparece com o maior percentual de pessoas que ficaram rigorosamente isoladas 14,7%.

Entre os isolados, membros do grupo de risco além de mulheres e crianças são os que mais têm ficado em casa. De acordo com os índices, 8 em cada 10 pessoas de 60 anos ou mais de idade e 9 em cada 10 crianças ainda mantinham algum grau de isolamento em outubro. As medidas também eram cumpridas por 66,9% das mulheres e 50,9% por homens.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *