Trump critica OMS por estar “muito enfocada na China”

Trump critica OMS por estar “muito enfocada na China”
O número de mortes causadas pela doença no país aumentou por vários diasFoto: Mandel Ngan | AFP

Por AFP

Na terça-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou a Organização Mundial de Saúde (OMS) de administrar mal a nova pandemia de coronavírus e de se concentrar demais na China.

“A OMS realmente estragou tudo”, tuitou o presidente em um momento em que os Estados Unidos excedem 11.000 mortes no COVID-19.

“Por alguma razão, embora seja amplamente financiada pelos Estados Unidos,estão muito focada na China. Vamos dar uma olhada mais de perto”, acrescentou.

“Felizmente, rejeitei o conselho de manter nossas fronteiras abertas para a China desde o início. Por que nos deram uma recomendação tão errada?”, escreveu o presidente na rede social.

Os Estados Unidos são o país com o maior número de casos oficialmente notificados do novo coronavírus.

O número de mortes causadas pela doença no país aumentou por vários dias, com mais de 1.000 mortes diárias, aproximando-se gradualmente dos registros da Itália e da Espanha.

Durante sua entrevista coletiva diária, o porta-voz da ONU Stéphane Dujarric rejeitou as críticas do presidente dos EUA contra a agência de saúde especializada, embora sem mencionar a relação com a China.

“Para o secretário-geral da ONU, António Guterres), está claro que a OMS, sob a liderança do Dr. Tedros Adhanom, fez um ótimo trabalho antes da COVID-19, apoiando os países na distribuição de milhões de equipamentos médicos e também com treinamento “de profissionais”, afirmou.

“A OMS demonstrou a força do sistema de saúde internacional”, disse o porta-voz, lembrando “o enorme trabalho” realizado na luta contra o Ebola na República Democrática do Congo e nos países vizinhos, sob a liderança de Adhanom e “colocando suas equipes na primeira linha “de contenção.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *