Quatro pacientes em estado grave tiveram alta em SP com uso de hidroxicloroquina

Quatro pacientes em estado grave tiveram alta em SP com uso de hidroxicloroquina
Especialistas pedem cautela para comprovar que o medicamento é seguro e eficazFoto: Reprodução

Pelo menos quatro pacientes que estavam na UTI em estado grave no Hospital Igesp, em São Paulo, receberam alta após sete dias de uso de hidroxicloroquina em associação com outras medicações. As informações são do UOL.

De acordo com Dante Senra, médico cardiologista e coordenador das UTI’s do hospital, foram “avaliados criteriosamente os protocolos internacionais” e 12 altas hospitalares de pacientes confirmados com coronavírus e altamente suspeitos também foram dadas.

“Até onde sabemos, fomos o primeiro hospital no Brasil a utilizar o medicamento”, disse o médico ao blog VivaBem. Ele ainda afirmou que a dose utilizada foi de 400 mg a cada 12 horas e que, apesar de esperançosos, os resultados ainda são iniciais. “A impressão é muito favorável, mas como se trata ainda de um número pequeno, não há como estabelecer uma relação de causa e efeito. Até porque não há estudos multicêntricos ainda”, relatou.

Apesar dos resultados promissores com a hidroxicloroquina, especialistas pedem cautela, pois são necessárias pesquisas relevantes para comprovar que o medicamento é seguro e eficaz. Alguns estudos trouxeram bons resultados, como o realizado pelo Instituto Mediterrâneo de Marselha (França), no entanto, o primeiro estudo controlado feito com a hidroxicloroquina na China não revelou diferentes entre o medicamento e os cuidados usuais.

1 comment

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

1 Comment

  • Combustível
    26 de março de 2020, 16:45

    Boa tarde,tem que falar que a Petrobrás baixou o combustível no mês de março em 45% e os postos não repassaram.

    REPLY

Últimas Notícias