Empresas são obrigadas a fornecer máscaras a trabalhadores

Empresas são obrigadas a fornecer máscaras a trabalhadores
Medida faz parte do conjunto de ações adotadas pela Prefeitura de Salvador para conter a disseminação do novo coronavírusFoto: Max Haack | Secom

Empresas terão o prazo de uma semana para fornecer máscara a todos os trabalhadores de obras públicas ou privadas, de limpeza urbana, mercados e frentistas. A medida faz parte do conjunto de ações adotadas pela Prefeitura de Salvador para conter a disseminação do novo coronavírus e deverá ser publicada em edição extra do Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira, 9.

As empresas que não cumprirem o decreto terão as atividades suspensas, de acordo com o prefeito ACM Neto. Além disso, foi prorrogado por mais 15 dias o decreto que restringe o funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniências em postos de combustíveis, e que suspende o funcionamento de casas de shows, boates, danceterias, casas de festas e eventos, clinicas de estética e salões de beleza.

Os bares e restaurantes, assim como as lojas de conveniência em postos de combustíveis, só podem funcionar em duas modalidades: delivery e através de encomenda prévia com retirada no estabelecimento.

Também segue mantida a suspensão do funcionamento dos mercados municipais por mais 15 dias, exceto aqueles que vendem produtos de primeira necessidade, ou seja, gêneros alimentícios. Por isso, seguem fechados os mercados de Itapuã, Cajazeiras, Bonfim, Liberdade e das Flores (Largo Dois de Julho).

Também por mais 15 dias, a partir desta quinta-feira, 9, segue suspensa a concessão de alvarás de obras de reparos gerais e simples, assim como obras de ampliação e reformas em imóveis comerciais e residenciais já ocupados – exceto as emergenciais. 

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *