Coronavírus: 10 mil funcionários do Sistema S podem ser demitidos

Coronavírus: 10 mil funcionários do Sistema S podem ser demitidos
A medida resultaria na demissão de cerca de 10 mil funcionários do sistemaFoto: Reprodução | SESC | Ilustrativa

Cerca de 256 unidades do Sistema S, formado por Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Social do Comércio (Sesc), Serviço Social da Indústria (Sesi) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac), devem fechar após corte de 50% das verbas destinadas pelo governo federal. A medida que libera R$ 2 bilhões é uma das ações do governo no combate ao coronavírus.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), caso o corte realmente aconteça, 144 unidades do Sesc e 121 do Senac seriam fechadas. A medida resultaria na demissão de cerca de 10 mil funcionários do sistema.

Os estados mais prejudicados com unidades fechadas seriam o Rio de Janeiro (34), Pernambuco (29), Santa Catarina (28), Rio Grande do Norte (18), Goiás (17), Piauí e Paraná (16), Amazonas (15), Minas Gerais (14) e Acre (13).

Como sugestão para evitar o corte, um plano de combate ao avanço da pandemia nas unidades foi enviado pela confederação ao presidente Jair Bolsonaro, aos ministros Luiz Mandetta (Saúde), Paulo Guedes (Economia) e aos presidentes do Senado, David Alcolumbre, e o da Câmara, Rodrigo Maia. O plano tem valor estimado de R$ 1 bilhão.

Últimas Notícias

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *